quinta-feira, 18 de março de 2010

A história do Templo sob uma ótica diferente

Por Cinthia


Comigo foi assim, a primeira vez que eu entrei na "casinha" eu me senti fascinada pelo lugar. Era como se eu tivesse me transportado para o interior, onde as casas possuem aquele imenso jardim, e de repente eu relaxei, relaxei como a tempos eu não fazia. E é impressionante como você não vê o tempo passar, é como se a partir do momento que você cruzasse a porta o tempo de repente parasse.
Não sei o que aconteceu mas depois daquele dia eu simplesmente vivia em função da casa, era como se algo me chamasse ali, de repente me vi apaixonada pelo lugar.
Passada a primeira festa que fizemos me sentia empolgada e ao mesmo assustada com o fato de poder desenvolver mais o meu lado espiritual, lado do qual eu tentei fugir até uns 5 anos atrás, era como se eu pudesse sentir que aquela era a hora, o momento ideal para começar a trabalhar e me dedicar a este lado espiritual que andava adormecido e que clamava pela libertação para poder ajudar aos outros.
E em um dia depois de uma noite linda de trabalho nos deparamos com algo que iria mudar tudo, fomos informados de que algumas modificações deveriam ser realizadas para a melhoria do lugar, a tarefa parecia simples, trocar o telhado e pintar a casa, mas o que parecia simples acabou virando uma reforma que duraria 3 meses.

Acabamos não só trocando o telhado e pintando, fizemos uma verdadeira reconstrução, da antiga casa ficou apenas a estrutura porque de resto..... quem conhecia sabe a mudança drástica que foi. Podemos dizer que não foi só uma mudança física, ao longo desses 3 meses de reforma muita coisa aconteceu, foram milhões de mudanças de última hora, provações em cima de provações para ver se todos estavam empenhados o suficiente, e se eram dignos da tarefa que havia sido colocada.
Seria mentira se eu dissesse que nunca pensamos em desistir, mas toda grande conquista tem seu obstáculo e continuamos firmes e fortes, ao olhar o produto final tivemos a certeza de que realmente valeu a pena todo o esforço, stress e toda a loucura envolvida e se voltássemos ao tempo com certeza faríamos tudo de novo, com algumas mudanças é claro porque ninguém é de ferro. Se antes dessa reforma toda eu já gostava desse lugar imagine agora. Depois de tudo que passamos nesses últimos meses posso dizer finalmente que estamos prontos para o que está por vir, como diria a Esmeralda, a nossa mestra da casa, QUE VENGA! E que venham muitas coisas boas, muito aprendizado e acima de tudo pessoas que precisem de ajuda mas que ainda não acharam um lugar em que se sintam completamente a vontade. Estamos de braços abertos para recebe-los.
Não poderia deixar de agradecer imensamente a todos os envolvidos nessa reforma. Seu Wilson por abalar as estruturas da casa e deixar do jeito que a gente queria,e do jeito certo, Kiko nosso mil e uma utilidades que fazia o possível e o impossível pra realizar todos os nossos desejos, Hilda, linda que sempre esteve presente nos momentos mais importantes das nossas vidas não podia deixar de estar lá realizando mais um sonho, os jardineiro que fizeram do nosso humilde jardim um verdadeiro jardim botânico.E é claro a Simone que sem ela não poderíamos achar esse lugar maravilhoso, obrigado por tudo!
E a minha mãe que segurou a barra todos esses anos e que agora finalmente pode realizar o seu sonho, mãe obrigado pro ser essa pessoa maravilhosa e iluminada que você é, sou o que sou graças a você. Te amo!
E agora que estamos com tudo pronto, casa pronta e tudo mais, nós esperamos vocês lá no Templo de Ísis.

1 comentários:

Simone disse...

Cintia
Parabéns pelo texto lindo, escrito com o coração.
Nós vivemos tudo isso juntas e eu também agradeço a vocês por terem entrado na "casinha" e me ajudado a transformá-la no que ela é hoje, o Templo de Ísis.
E vamos em frente... agora mais firmes e fortes.
Simone

Postar um comentário